O Que é Lean Manufacturing e Como Aplicar?

O Que é Lean Manufacturing e Como Aplicar?

Você sabe o que é lean manufacturing? O termo de língua inglesa significa, em português, algo como manufatura enxuta. Também conhecido como Sistema Toyota de Produção, essa filosofia de gestão é focada na redução dos sete principais tipos de desperdícios que uma indústria pode ter.

A prática e as ferramentas utilizadas transformaram o processo produtivo em todo o mundo. O objetivo final é, por meio da diminuição dos desperdícios, aumentar a qualidade e reduzir o tempo e os custos de produção. Para entender o que é lean manufacturing, primeiro é preciso entender um pouco de sua história para, então, definir a aplicação em sua indústria.

Afinal, o que é lean manufacturing e de onde vem? 

O termo lean manufacturing foi visto pela primeira vez enquanto o Japão se reconstruía de suas perdas provenientes da Segunda Guerra Mundial. Um executivo da Toyota, Taiichi Ohno, foi quem criou o conceito. Depois, a popularização veio por meio do livro “A Mentalidade Enxuta nas Empresas Lean Thinking: Elimine o Desperdício e Crie Riqueza“, de James P. Womack e Daniel T. Jones

Os pontos mais importantes do lean manufacturing são os sete principais desperdícios:

  1. transporte — falhas no processo e planejamento logístico;
  2. estoque — falhas na gestão de estoque;
  3. movimentação de pessoal — semelhante ao desperdício de transporte, mas referente à movimentação desnecessária de pessoal, que acaba prejudicando a produtividade;
  4. espera — desperdício de tempo referente à ociosidade de produtos ou pessoas;
  5. produção excessiva;
  6. processamento excessivo — ocorre quando existem etapas de produção desnecessárias;
  7. defeitos — todo erro que demanda que algo seja refeito, seja por equívoco humano ou maquinário.

Implementando a filosofia de lean manufacturing em seu chão de fábrica

Agora que você já entende o que é lean manufacturing, está pronto para aprender a aplicar o conceito em sua própria empresa. Em suma, é preciso ir em busca da detecção e solução dos defeitos diretamente na fonte, eliminando todas as atividades que não têm valor agregado e otimizando o uso de capital, pessoas e espaço.

Na prática, é preciso se fazer presente. Estudar a empresa e observar, medir e analisar os dados, além de fazer uso de ferramentas qualitativas, quantitativas e gerenciais para identificar os problemas e resolvê-los.

Todas as classes da empresa devem estar cientes dos benefícios e processos do lean manufacturing, desde os engenheiros até os operários.

Caso tenha se interessado por entender o que é lean manufacturing e queira saber ainda mais sobre otimizações de processos produtivos, não deixe de conferir o blog da Murrelektronik!

Facebooktwittergoogle_pluslinkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.