Retrofitting durante a crise! Por que fazer?

Em meio ao momento atual da economia, onde as empresas tendem a minimizar os investimentos e os gastos, a justificativa no uso e na liberação de recursos tem que ser bem embasada para que o tempo utilizado na identificação da necessidade não seja perdido e para que a aprovação seja bem sucedida.

No setor de manutenção, por exemplo, presenciamos que em sua maior parte, os problemas são conhecidos e o caminho para a sua resolução também, entretanto “esbarramos” na porta da liberação de recursos para que ocorra tais implementações que levam a resolução do problema. É comum pensar em vários caminhos para a resolução de qualquer problema, e em se tratando de máquinas com alto índice de falhas, máquinas com peças obsoletas ou ainda, máquinas que não ofereçam segurança às pessoas ou confiabilidade ao processo, poderíamos de imediato considerar que o caminho para a resolução deste problema seja a aquisição de uma nova máquina. E talvez seja uma opção correta, mas pode não ser a opção mais econômica. É nesse contexto que o retrofitting surge como uma opção a ser analisada e um caminho para a resolução desses tipos de problemas.

Uma máquina que apresenta sempre falhas relacionadas ao circuito elétrico e eletrônico durante o funcionamento pode ter associado á essas falhas o uso de componentes e equipamentos que não foram corretamente especificados tomando com base o local de instalação ou mesmo, a falta do conhecimento, na época da fabricação da máquina, em aplicação de boas práticas para montagem de um painel elétrico, como não passar um cabo de potência junto com o cabo de controle, são exemplos clássicos do que se encontra de causa de problemas e que, depois de identificados, tem no retrofitting o caminho para a resolução.

O retrofitting de máquinas pode ser definido, segundo Capelli (2002), como readequar, isto é, atualizar uma máquina, mudando algumas de suas características. E serão essas mudanças de características que permitirão o aumento da segurança, o aumento da confiabilidade e/ou o aumento da produtividade.

Podemos listar uma série de benefícios com a aplicação do retrofitting em uma máquina, que pode e deve, sempre que possível, ser utilizada como justificativa na tentativa de liberação de recursos no atual cenário, como por exemplo:

  • O know-how da máquina para a manutenção, pois haverá um maior acompanhamento da equipe de manutenção ou da engenharia durante o retrofitting, seja desenvolvendo o novo projeto ou revisando o projeto original ou ainda contribuindo com o conhecimento existente do processo, o que permite customizar funções que aumentem a segurança, a confiabilidade e até a produtividade, da máquina para o processo;
  • O uso de componentes ou equipamentos eficientes, em meio á um momento em que os recursos como a água e a energia elétrica estão em evidência para o uso de forma consciente. É importante ressaltar que existem casos onde a economia de consumo que o equipamento passa a proporcionar, paga o próprio investimento;
  • O uso de componentes ou equipamentos que permitam identificar falhas, proporcionando o reestabelecimento da máquina de uma maneira muito mais rápida (atualmente, os próprios componentes e equipamentos dos mais simples aos mais complexos oferecem a realização do diagnóstico prévio, seja através de um led de status ou de um display que apresenta a identificação da falha);
  • O uso de componentes e tecnologia conhecida pela equipe de manutenção, minimizando assim os gastos com treinamentos e aumentando o aproveitamento da estrutura e da mão de obra especializada já existente;
  • O uso de componentes ou equipamentos de linhas atuais oferecem uma maior disponibilidade de documentação técnica e um menor tempo de reposição da peça pelo fornecedor. Em alguns casos, os componentes e equipamentos atuais têm dimensões menores, permitindo uma melhor mobilidade sem a necessidade de equipamento adicional para o transporte;
  • O estreitamento do relacionamento técnico entre o fabricante de componentes e equipamentos com a empresa (o que permite á equipe de manutenção e planejamento se manter atualizada com relação á tecnologia que estão utilizando em suas máquinas, além de contribuir com o fabricante para o aperfeiçoamento do produto);                                  

Dentre outras justificativas que a própria equipe de manutenção, com o conhecimento prévio da máquina e do processo, poderá acrescentar á essa série de justificativas.

E você, já pensou em aplicar um retrofitting naquela máquina ou naquele painel elétrico antigo com peças obsoletas que sempre dá problema e que na maioria das vezes você já sabe qual a solução? O momento é oportuno para isso… pergunte para a Engenharia de Aplicação Murrelektronik, teremos um grande prazer em atendê-lo.

Se o botão não estiver funcionando Clique Aqui!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *