Automação Industrial

Entendendo (um pouco) o que é Automação Industrial – Parte 2

Podemos resumir o primeiro post da Série Entendendo o que é Automação Industrial com o seguinte pensamento: A automação é extremamente presente em nossas vidas. Ela está presente nos processos industriais, com o mesmo objetivo básico, que é o de facilitar os processos produtivos. Quando se fala em facilitar os processos produtivos, podemos traduzir isso para um sistema otimizado que é capaz de produzir bens com: menor custo, maior quantidade, menor tempo, maior qualidade.

Agora que entendemos o conceito, vamos entender os principais objetivos da automação industrial.

O objetivo macro da Automação Industrial é criar mecanismos que sejam capazes de produzir o melhor produto com o menor custo. Existem diversos objetivos que devem ser buscados nos projetos de automação industrial, porém os principais são:

  • Qualidade: Por meio do controle eficiente dos processos e da compensação automática das deficiências do mesmo;
  • Flexibilidade: A capacidade de adaptação rápida e fácil a mudanças no processo é atingida em função da produção em pequenos lotes e da necessidade de atendimento às especificidades dos clientes.
  • Segurança: Simplificando a operação e manutenção de modo que o operador não precise ter grande expertise ao manusear o processo de produção, melhorar as condições de trabalho das pessoas eliminando trabalhos perigosos e aumentado a segurança.
  • Produtividade: O uso mais eficiente da matéria prima, energia e equipamentos vêm em consequência de uma produção com supervisão de qualidade aumentando o número de itens produzidos por hora de forma a reduzir os custos de produção e aumentar a qualidade.
  • Viabilidade técnica: A automação permite realizar operações que seriam impossíveis de controlar intelectualmente ou manualmente. Execução de operações impossíveis de realizar pelos métodos manuais em função de sua necessidade de processamento complexo, imediato e em grande quantidade, além do respeito às limitações do ser humano;

Mecanização X Automação

Basicamente, tem-se que um sistema automático é aquele em que a operação manual executada pelo ser humano foi substituída por uma máquina que executa quase todas as operações em um determinado procedimento produtivo.

Como vimos anteriormente, a Revolução Industrial tinha como intenção mecanizar a produção, que até o momento era voltada para a técnica de manufatura. Porém é importante fazer uma distinção entre a mecanização e a automatização.

Na mecanização, temos que as máquinas são colocadas para ajudar o homem, porém dependem de sua ação de controle para serem operadas. A “inteligência” do sistema está, portanto, centrada no homem.

Já na automação industrial, por sua vez, as máquinas, além de livrarem o homem de esforços físicos, possuem também a capacidade do controle de suas operações. Sendo assim, temos que a “inteligência” está centrada na própria máquina, tendo o homem o papel de supervisionar a ação dos sistemas automatizados. Desta maneira, uma máquina automática irá representar um sistema no qual um processo programado é executado, quase que de forma autônoma, após sua inicialização, sendo desnecessárias constantes intervenções humanas.

Espero que tenham gostado desse segundo post da série, “Entendendo (um pouco) o que é Automação Industrial”, nos vemos em breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *