Identificação na Indústria!

Olá Leitores do Blog da Murrelektronik.

O tema de hoje será identificação na indústria. Por mais que não pareça, identificar uma máquina tem muita importância no quesito produtividade de montagem e de manutenção. Já imaginou ter que testar cabo a cabo até descobrir onde está a falha? Pois é!  A identificação na indústria é importante sim! Então vamos lá:

 “Quem não se comunica se trumbica”

Já dizia o saudoso apresentador Abelardo Barbosa, o Chacrinha.  Essa célebre frase tem efeito em todos os setores existentes e no segmento industrial não é diferente.

Há décadas que as empresas se preocupam em identificar seus equipamentos, painéis, máquinas, cabos, mangueiras, fios, etc. Enfim, tudo aquilo que precisa comunicar algo, seja ao operador do equipamento, o mecânico e o eletricista no momento da montagem ou manutenção, o projetista, etc. Isso mesmo, comunicar, pois quando um cabo, um borne, um botão é identificado, é uma mensagem de comando ou apenas uma orientação que está sendo passada ao operador, facilitando a montagem, instalação, manutenção e se caso for, a troca de algum produto.

Nada é pior do que ao abrir um painel elétrico para fazer a manutenção e perceber que os componentes estão com as identificações apagadas ou até mesmo sem identificação. Com certeza esta pessoa terá problemas e a empresa terá um custo maior na manutenção, pois levará mais tempo para concluir o trabalho.  Para reduzir esses danos, hoje em dia as empresas procuram sistemas de identificação que sejam além de duráveis e de rápida e fácil instalação, que sejam também flexíveis e atendam uma ampla gama de diferentes necessidades, ou seja, que o mesmo sistema possa fazer etiquetas de fio, cabos, mangueiras, bornes, botões, entre outros, sem que haja perda na qualidade da identificação. 

Quando falamos em qualidade na identificação, estamos nos referindo ao tipo de material que ela é feita, se a gravação não apaga, se suporta variações de temperaturas, ambientes agressivos, umidade entre outros fatores presentes nas instalações, além do ganho de tempo na instalação que o operador tem ao usar um sistema de identificação de ponta.

Por hoje é só. Estou preparando uma série de posts sobre temas como esse. Aguarde!

Deixe sua sugestão, dúvida, elogio ou crítica nos comentários abaixo! Estamos aqui para te ajudar!

 

Facebooktwitterlinkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.