O que é TPM - Total Productive Maintenance

O Que é TPM — Total Productive Maintenance

Entender o que é TPM — sigla para o termo de língua inglesa Total Productive Maintenance que, em português, significa manutenção produtiva total — é essencial para aqueles que desejam alcançar a melhoria dos colaboradores, dos equipamentos e a qualidade integral dos processos.
São inúmeros os fatos que podem contribuir para o andamento eficaz de uma planta industrial. O abastecimento e andamento da linha de produção sem falhas ou paradas é o objetivo final de qualquer profissional da área. Para chegar lá, aplicar o sistema de Total Productive Maintenance é essencial. Aprenda neste artigo o que é TPM e saiba como pode ajudar no dia a dia da fábrica.

Aprendendo o que é TPM

O TPM é um sistema que foi desenvolvido no Japão em meados dos anos 1950 para integrar todos os processos produtivos de uma determinada fábrica com o objetivo de reduzir as perdas, os tempos de parada e os custos enquanto garante a qualidade do que está sendo feito ali.

Os benefícios de se utilizar o sistema de Total Productive Maintenance

De acordo com a publicação “TPM in Process Industries”, do engenheiro Tokutaro Suzuki, dentre os benefícios que podem ser alcançados por meio do TPM, pode-se fazer uma divisão entre aqueles que são tangíveis (com possibilidade de mensuração) e intangíveis.

Dentre os tangíveis, temos:

  • aumento da produtividade líquida;
  • queda de paradas não planejadas;
  • aumento global da eficiência da planta industrial;
  • quedas nos defeitos dos processos;
  • redução nos custos de produção;
  • diminuição da reclamação dos clientes.

Já quando o assunto são os intangíveis, podemos citar:

  • passa a imagem de uma planta industrial organizada e produtiva;
  • auxilia no processo de autogestão dos colaboradores;
  • mantém um ambiente de trabalho seguro, saudável, limpo e organizado;
  • garantia de manutenção planejada e programada dos equipamentos.

Para uma análise assertiva dos benefícios do TPM é preciso contar com indicadores. Alguns dos mais importantes de serem acompanhados são:

  • OEE — sigla em inglês para o termo Overall Equipment Effectiveness. O indicador leva em consideração a disponibilidade, a performance e a qualidade;
  • MTBF — originário do termo Mean Time Between Failure, esse indicador mensura o tempo médio entre falhas nos equipamentos;
  • MTTR — semelhante ao anterior, MTTR significa Mean Time to Repair, ou tempo médio para consertar.

Agora que você já entende o que é TPM, também é preciso ter em mente que, nos dias de hoje, o sistema já evoluiu e se estende para muito mais do que apenas o setor de produção. Podemos ver suas aplicações nas áreas de logística e até mesmo administrativas, otimizando processos e diminuindo perdas.

Se interessou pelo assunto? Veja muito mais artigos como esse no blog da Murrelektronik!

Facebooktwittergoogle_pluslinkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.