Qual a Diferença Entre os Tipos de Encoder — Incremental e Absoluto?

Qual a Diferença Entre os Tipos de Encoder — Incremental e Absoluto?

Na automação industrial, o encoder é um componente essencial. Ele é um dos muitos sensores eletromecânicos existentes. Sua funcionalidade, porém, é especial, pois o aparelho tem a capacidade de transformar uma determinada posição em um sinal elétrico digital. Existem dois tipos de encoder no mercado hoje, conheça-os e escolha o mais adequado para seu chão de fábrica.

Os dois tipos de encoder — incremental e absoluto

É preciso compreender que ambos os tipos de encoder tem o mesmo fim. A diferença está na precisão com que os dados são obtidos e analisados. Portanto, para escolher o modelo perfeito para seu sistema de automação, primeiro é preciso entender em que momento cada um deles deve ser utilizado.

Encoder incremental

Dentre os dois tipos de encoder, o incremental é o mais simples de todos, pois indica a posição relativa ao ponto em que foi ativado. Apesar de ser menos tecnológico que o modelo absoluto, também é de extrema utilidade nos sistemas de automação industrial. Ele conta com dois sinais de saída (A e B) que emitem pulsos quando o dispositivo é movido.

As informações geradas pelos encoders do tipo incremental podem ser de posição, ângulo ou até mesmo número de rotações. A maior diferença entre este tipo de encoder para o absoluto, é que o incremental conta com um circuito eletrônico mais simples, já que não tem a propriedade de memorizar um determinado posicionamento.

Encoder absoluto

O encoder absoluto é o mais complexo dos dois modelos e, consequentemente, mais caro. Tem esse nome pois consegue indicar a posição absoluta — ou seja, a posição real — por meio de saídas digitais codificadas.

Este tipo de encoder determina a sua posição de acordo com um ponto de referência estático. A principal diferença entre um encoder incremental e um absoluto é a maneira utilizada para determinar a velocidade ou a posição de algo. Há ainda o encoder absoluto magnético (onde o sensor passa por um imã que detecta a posição dos polos magnéticos) e o óptico (onde o marcador é uma abertura que permite a passagem de luz).

A Murrelektronik oferece as melhores soluções em matéria de automação industrial. Para entender ainda mais sobre o assunto continue acompanhando as novidades em nosso blog!

Facebooktwittergoogle_pluslinkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.