Vamos olhar pelas vantagens clássicas das Redes Industriais!

No artigo anterior te incentivamos a colocar novamente em pauta na sua empresa o assunto Redes Industriais,certo? Para te ajudar na missão de criar novos objetivos para este trabalho, vamos enumerar aqui as principais vantagens alcançadas por empresas que utilizam esta tecnologia. Isso com certeza irá te ajudar neste recomeço.

As vantagens clássicas para Redes Industriais

As vantagens alcançadas pelas empresas que adotam Redes Industriais como tecnologia frequente são diversas. Para simplificar nossa abordagem e o seu estudo, vamos aqui falar das 6 vantagens clássicas:

  • Redução de instalações elétricas;
  • Redução do tamanho de painel elétrico;
  • Modularização de máquinas e equipamentos;
  • Diagnóstico local de falhas;
  • Diagnóstico real time em supervisório;
  • Flexibilidade na ampliação ou modificação.

Redução de instalações elétricas

Uso de Redes Industriais elimina uma infinidade de cabos e conexões do painel até os componentes instalados em campos. Esta redução oferece grande simplificação nos projetos de instalação, redução nos trabalhos de instalação e outros trabalhos em campo, diminuição no uso espaço físico, aumento da robustez do equipamento entre outras vantagens.

Redução do tamanho do painel elétrico

O uso de espaço em ambientes industriais não é tão livre como gostaríamos. A ocupação de espaços é um dos itens importantes de um projeto de Automação Industrial. Pensando nisso, a adoção de Redes Industriais oferece para você uma redução importante no tamanho do painel elétrico, pois envia para o campo as conexões de IO digital e analógico que normalmente ficam no painel elétrico.

Modularização de máquinas e equipamentos

Qual fabricante de máquinas e equipamentos que não tem um esforço gigante no momento de desmontar a máquina, transportar, instalar no cliente e fazer startup completo? O uso de Redes Industriais traz vantagens importantes neste processo, pois todo este trabalho é em muito simplificado por conta das instalações de campo mais simples, da facilidade em reconectar todas as partes da máquina e também das possibilidades de diagnóstico de comunicação.

Diagnóstico local de falhas

I/O Remotos IP20 ou principalmente IP67 possuem leds de identificação de situação de sinal, situação de comunicação, alimentação de ponto etc. Estas identificações locais e modulares nas máquinas permitem que os técnicos de instalação e posteriormente de manutenção dos clientes possam realizar diagnóstico local das falhas de sinal, reduzindo consideravelmente o tempo de reação a problemas, diminuindo o tempo de startup e aumentando o tempo de disponibilidade da máquina durante a produção.

Diagnóstico real time em supervisório

Além do diagnóstico local os projetos com Redes Industriais podem ainda oferecer um nível avançado de diagnóstico remoto real time, pois o CLP consegue identificar e traduzir erros de toda a rede e apresentar, por exemplo, em software supervisório ou outro sistema de controle que sua empresa implante. A redução de tempo de reação na solução de problemas no momento de parada ou mesmo a identificação de erro antes da máquina parar é fundamental para a garantia de uma alta produtividade no cliente, bem como a já citada vantagens de diagnóstico durante o startup do equipamento.

Flexibilidade na ampliação ou modificação

Sua máquina já está instalada no cliente há um bom tempo, quando surge a necessidade de uma ampliação, renovação ou mudança de layout: O que você faz com toda a instalação elétrica realizada? Responder esta questão com o uso de Redes Industriais é muito mais simples. Com a descentralização e modularização, cada “pedaço” da máquina pode sofrer alterações e ampliações locais, sem que necessariamente toda a instalação da máquina ou equipamento sofra mudanças. A redução de custos e aumento de flexibilidade para alterações e ampliações é evidente na adoção desta tecnologia.

Quais outras variáveis devem ser levadas em conta?

Agora que refrescamos sua memória sobre a quantidade e qualidade das vantagens que podem ser perseguidas na implantação de Redes Industriais nos seus projetos, vamos dar uma prévia de outras variáveis que iremos apresentar no próximo artigo da série, ruma à decisão de uso:

  • Quantidade, tipo e distribuição dos pontos – Redes Industriais tem limitações quanto à quantidade de pontos (digitais ou analógicos) e distribuição dos pontos ao longo da máquina ou equipamento;
  • Distancia entre pontos e o painel elétrico – A distância entre o painel elétrico e a localização dos pontos também deve ser avaliada;
  • Latência de comando – Existem Redes Industriais mais rápidas e outras nem tanto. Operações críticas devem ser consideradas;
  • Tecnologia de CLP adotada pelo cliente ou pela sua empresa – Cada fabricante de CLP adota Redes Industriais preferenciais. É importante fazer uma avaliação de tecnologias de CLP adotadas.

Ficando mais complexo e direcionado

Neste segundo artigo da série evoluímos muito o assunto Redes Industriais, certo? Por favor, dos dê seu feedback quanto as informações prestadas aqui. Mais uma vez, se entende que já está preparado para começar a adotar esta tecnologia nos seus projetos faça contato com a nossa Engenharia de Aplicação e acelere o seu processo conosco!

Se o botão não estiver funcionando Clique Aqui!

Facebooktwitterlinkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.