Como identificar um curto-circuito?

Como identificar um Curto-circuito?

O curto-circuito é um dos principais causadores de incêndios em instalações elétricas mal elaboradas ou mal conservadas. Normalmente, erros de dimensionamento e fios desencapados são os maiores provocadores de curtos-circuitos em ambientes industriais. Confira no blog da Murrelektronik como identificar e evitar esse problema na sua indústria!

 

O que é um curto-circuito?

 

Um curto-circuito ocorre quando uma grande passagem de corrente elétrica em um circuito que não esteja preparado para receber uma grande quantidade de carga. Um exemplo prático é quando se coloca um fio metálico em uma tomada: o resultado é um curto-circuito que pode tanto gerar faíscas, estrondo e até explosões caso a carga seja de um nível muito alto.

 

Como identificar um curto-circuito?

 

Na figura abaixo, as duas resistências estão em paralelo. Sendo assim, a DDP (Diferença de Potencial) em cada resistor é igual à tensão da fonte (V). Já a corrente elétrica é proporcional à resistência em cada resistor. Se as duas resistências forem iguais, então a corrente elétrica será igual nos dois resistores. Mas se diminuirmos o valor da resistência em R1, haverá um aumento na corrente elétrica que passa por ele e também na corrente elétrica fornecida pela fonte.

Considerando agora um caso extremo, em que o valor de R1 é bem próximo da resistência do condutor do circuito, a corrente elétrica que passa pelo resistor é muito elevada, bem como a corrente que entra no circuito. Já a corrente no outro resistor, R2, é praticamente nula. Esse tipo de situação é o que caracteriza um curto-circuito.

Situação que caracteriza um curto-circuito

Esse tipo de situação é o que caracteriza um curto-circuito.

 

Curto-Circuito na Prática

 

Sabe aquele cheiro de queimado que não sabemos de onde vem? Este é um forte indício de curto-circuito elétrico. Para identificar outros sinais, preste atenção em fios desencapados e com aspectos de velhos.

Uma boa dica é realizar manutenções periódicas de toda a parte elétrica. Técnicos especializados podem identificar com facilidade os pontos sobrecarregados, falhas não perceptíveis, além de toda a fiação desgastada. Evitar o curto-circuito pode significar segurança e tranquilidade para todos os usuários, além do aumento significativo da produtividade da máquina.

 

É possível calcular a liberação de calor e a potência dissipada?

 

Com toda a certeza, podemos sim! É bem simples o calculo.
Basicamente com o aumento da corrente elétrica gera uma grande liberação de energia e, consequentemente, um superaquecimento dos condutores.

Primeiro utilizamos a Lei de Ohm para relacionar a corrente (i) com a tensão elétrica (V) e a resistência (R) de um circuito:

Curto Circuito: uma boa dica é realizar manutenções periódicas de toda a parte elétrica

Uma boa dica é realizar manutenções periódicas de toda a parte elétrica.

i = V/R

Em seguida, calculamos a potência dissipada no resistor, que representa a quantidade de energia que é transformada em calor por efeito Joule, com a expressão:

P = V.i

Substituindo i, temos:

P = V2/R

A partir da equação obtida, podemos concluir que a potência dissipada é inversamente proporcional ao valor da resistência. Assim, quanto menor a resistência, maior é a dissipação de energia elétrica no condutor. Note que, na equação acima, se R tende a zero (R→0), P tende ao infinito (P→∞).

 

Como evitar um curto circuito?

 

Utilize fusíveis e disjuntores

 

Os fusíveis e os disjuntores são bem utilizados na hora de proteger a instalação contra curtos-circuitos. Os disjuntores se destacam por possuir um papel importante na detecção de falhas, funcionando basicamente como interruptores automáticos que evitam curtos-circuitos quando dimensionados corretamente.

 

Não sobrecarregue um só circuito

 

Um método simples de evitar um curto-circuito é não sobrecarregar um só circuito, separando as cargas corretamente para garantir uma seletividade para o sistema. Quando a separação dos circuitos não é feita de forma seletiva, deixando altas cargas em um único circuito, o risco de curto-circuito aumenta consideravelmente podendo danificar componentes e até mesmo causar faíscas e incêndio.

Agora que aprendemos o que é um curto-circuito e como evitar. Vamos aprender sobre como se determina a corrente de um curto circuito

Quer saber mais sobre instalação eficiente de cabos industriais para evitar curto circuito na sua indústria? Acompanhe outros artigos no Blog da Murrelektronik!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *