A Evolução da Ethernet Industrial

Em meados de 2001, as previsões para a Ethernet industrial não eram muito boas. Acreditava-se que a tecnologia dessa rede não chegaria ao chão de fábrica. Diziam que ela não possuía os requisitos necessários, como cabos industriais, padrões para conectores, protocolos de segurança, protocolos com prioridade para motores, etc.

Além disso, alguns alemães afirmavam que ela já vinha com um tempo de vida determinado de no máximo 4 anos.

Em 2016, quando publicamos o texto “E a Ethernet Industrial continua linda…”, com o intuito de divulgar as estatísticas da utilização das redes industriais, descobrimos que a aplicação dominante na Europa é o conjunto Profibus/Profinet, enquanto nos Estados Unidos é o conjunto Ethernet/IP/DeviceNet. Não somente isso, mas também vimos que o Profinet apresenta uma grande possibilidade de crescimento.

A seguir iremos mostrar os novos números sobre o mercado atual de redes industriais. Nos acompanhe!

Aplicações Atuais

Hoje em dia, ao contrário do que havia sido previsto, enquanto redes Fieldbuses ocupam 42% das aplicações do mercado, a Ethernet Industrial chega a 52%. A Ethernet IP, substituta da rede Devicenet, lidera esse ranking, sendo responsável por 15% desse resultado. Isso se deve ao fato de apresentar vantagens. Por exemplo: dispositivos Ethernet integrados à rede, conter a facilidade de utilizar um único arquivo de configuração para todos os dispositivos de redes, diagnóstico local e via CLP, entre outros benefícios.

Em segundo lugar, com 12%, está a rede Profinet, evolução da Profibus. Ela se comunica com sistemas e aplicativos de negócios, além de facilitar a sua adoção simplificando conexões de campo, componentes necessários e configurações exigidas.

Após as duas primeiras, a taxa de utilização entre as outras é de 25%, sendo: EtherCAT 7%, Modbus-TCP 4%, Powerlink 4% e outros tipos 10%. O gráfico abaixo facilita a representação visual dessas informações:

Ou seja, a Ethernet industrial superou os fieldbuses tradicionais em termos de novos nós instalados na automação de fábrica. Esta é a principal descoberta no estudo anual da HMS Industrial Networks sobre o mercado de redes industriais.

Outro fato relevante, foi o crescimento acelerado. No ano anterior, em 2018, a porcentagem de uso da Ethernet industrial era de 46%, contra 52% deste ano.

Pesquisa no Brasil

A Murrelektronik desenvolveu uma pesquisa sobre automação industrial no Brasil. Os resultados foram analisados e estão disponíveis neste artigo: Mercado Brasileiro de Automação Industrial Análise da Pesquisa.

Ao levantar os dados para essas análises, vimos quais foram as redes mais utilizadas. Mas qual será o fabricante da CLP implementada nos projetos? Por isso, também criamos uma outra pesquisa sobreos maiores fabricantes de CLP!.

Acesse nossos materiais e fique por dentro das atualizações do mercado.


Facebooktwitterlinkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.